quarta-feira, 26 de novembro de 2008

A Imprensa Mata?

Uma das entrevistas mais oportunas do caso de Santo de André foi concedida pelo sociólogo Rodrigo Pimentel, ex-comandante do BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais), à revista eletrônica Terra Magazine. Nela, o ex-comandante ataca a postura das emissoras de televisão – Globo, Record e Rede TV! – na cobertura do seqüestro de Santo André em que terminou com a morte da garota Eloá Pimentel e feriu sua amiga Nayara da Silva. Na opinião dele, a cobertura foi “irresponsável e criminosa”. Lindemberg Fernandes Alves, o ex-namorado de Eloá, está preso.


"O que eles fizeram foi de uma irresponsabilidade tão grande que eles poderiam, através dessa conduta, deixar o tomador das reféns mais nervoso, como deixaram; poderiam atrapalhar a negociação, como atrapalharam...O telefone do Lindemberg estava sempre ocupado, e o capitão Adriano Giovaninni [negociador da Polícia Militar] não conseguia falar com ele", afirmou Pimentel à revista. "Esses jornalistas, criminosos e irresponsáveis, devem optar na próxima ocorrência entre ajudar a polícia ou aumentar a sua audiência", declarou o ex-comandante.

Ajudar a polícia, ficou claro, a imprensa não ajudou. Agora, quando o assunto é audiência as empresas de comunicação têm muito a comemorar. Isso é fato. A Rede Globo teve um aumento de audiência em 25% durante a cobertura do seqüestro; a Record, 43%.

Porém, um outro aspecto precisa ser analisado. As emissoras de televisão são impulsionadas pela morbidez da população, que é sedenta por tragédias. Basta verificar as cenas lamentáveis, durante o velório, de pessoas se aglomerando nas proximidades do caixão para tirar fotos do corpo da menina.

A mídia mata? Essa é a pergunta que fica para sua reflexão. E a população também não tem também a sua parcela de culpa nesta tragédia?

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Aberta inscrições para o Pró-Uni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) abriu inscrições para as bolsas de estudo no ensino superior particular até o dia 12 de dezembro.

O ProUni oferece bolsas integrais e parciais de 50% da mensalidade. Podem se candidatar às integrais estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio (R$ 622,15 em valores atuais). As parciais destinam-se àqueles com renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos (R$ 1.245).

Os candidatos devem ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2008 e obtido, na prova objetiva e na redação, média de no mínimo 45 pontos. Precisam ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou, no caso de escola particular, na condição de bolsista integral. O programa é aberto a alunos que estejam concluindo o ensino médio este ano ou que o concluíram em anos anteriores. Os interessados deverão acessar o site portal.mec.gov.br/prouni.


E, na mera opinião desse redator que ninguém lê bato na tecla, é um programa que funciona muito bem, dando oportunidades para quem não teria condições de sair daescola e ir direto para a universidade...confirmo isso,afinal não estaria me formando hoje se não fosse o tel programa

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Dia da consciência negra.


Hoje é comemorado em todo Brasil o dia da consciência negra. Em algumas cidades de São Paulo foi decretado feriado. Em algumas chegou ao absurdo colocar o feriado para sexta-feira; Seria como se colocasse o 7 de setembro no dia 8,mas não é essa a questão.
Apesar do Brasil ser um país de mestiços(mais de 80% da população é mistura de raças) o preconceito ainda impera sobre os negros. Salários menores, cargos de chefia dificilmente alcançada justamente por ter a pigmentação mais escura. Isso seria motivo?
Não, me desculpe, mas cor de pele não quer mostrar se uma pessoa é mais capacitada para oficio “X” ou “Y”. Porém os negros tem sim o que comemorar.
Os negros têm em seu corpo células mais fortes, sistema imunológico mais, digamos... avançado do que os chamados “brancos”. Negros têm físico melhor(alguém já viu uma nega gostosa com celulite?) e na parte criativa isso já foi mais do que provado,eles são melhores sim. Música é com eles mesmo, tanto que foram os negros que criaram o Blues, Rock, Soul, Funk(americano,por favor) Samba de roda, e outros estilos que poderia ficar horas aqui escrevendo.

Mas infelizmente o negro ainda tem preconceito com ele mesmo. Muitos negros não admitem serem chamados de negro. Preferem moreno, mulato, escurinho, mas negro não. Apenas para participar das cotas raciais de universidades é que admitem a raça. Obviamente não falo da maioria, mas uma boa parte é assim.

Um grande amigo uma vez esperava ônibus no terminal Santana quando dois negros,saídos de uma casa de samba e foram falar com ele

“... e ai cabeludo, você gosta de black metal?”
“Até gosto, mas não sou o maior conhecedor”
“Quem gosta de black metal é racista”

Nisso veio uma mão na orelha dele, e ele teve que correr. Pois é,caso isolado,porém se fosse o contrário meu amigo estaria sendo preso por racismo. Um negro com a camisa 100% negro é bonito, mas se um branco colocar uma camisa 100% branco é atuado por racismo. Isso se chama hipocrisia.

Em outro fato, isso é bastante visto na mídia é quando um negro faz sucesso como musico, jogador de futebol. A primeira coisa que ele faz é sair da favela que viveu a vida toda, compra um carrão e arruma uma loira oxigenada como par. Desculpe-me, mas cadê as raízes?

Embora seja muito bom um feriado(mesmo pra mim, que trabalho em feriado,sábado,domingo...) acredito um pouco hipócrita um feriado assim,afinal a consciência negra deveria ser todo dia, todo dia respeitando as pessoas que,enquanto tiver separação de branco,negro, japonês ainda haverá um grande preconceito...Afinal, todos somos SERES HUMANOS...

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Gaúcha comemora cem anos com cerveja, cigarro e torresmo

A gaúcha Olívia Franco da Silva comemora cem anos nesta sexta-feira (14), em Alvorada (RS). Com um cigarro na mão direita e um copo de cerveja preta na outra, ela desafia todos os protocolos de saúde. E não deve abrir mão de hábitos politicamente incorretos no jantar em que dançará a valsa do centenário. A idosa já alugou um vestido azul para a festa, que vai ter suas comidas preferidas: toucinho, torresmo e morcilha.

Apesar disso, não tem doença aparente. "Agora que tenho essa idade, ninguém me governa mais. A gente vai fazer o que se não aproveitar a vida?", disse.
Mãe de 10 filhos, com “uma fazenda de netos, bisnetos e trinetos”, orgulha-se de nunca ter ficado internada em hospital. Acostumada a remédios caseiros, segue fazendo seu próprio xarope, com agrião.

Agora vem a pergunta. Beber e fumar faz tão mal assim?
Uma vida de esportes e boa alimentação significa longevidade?
Quero que alguém me mostre um jogador de futebol ou um corredor de 100 metros rasos que viveu até os 100 anos... Vamos beber para ficar vivos.

Infos do G1/ Gazeta do Povo(RS)

domingo, 2 de novembro de 2008

Valeu Massa!!!


Pois é, não foi desta vez que podemos ver um brasileiro ser campeão da F1 aqui no Brasil. Hamilton na cagada conseguiu o titulo.Por 500 metros.

Pois é, Massa fez uma ótima temporada, mesmo com a Ferrari não ajudando muito durante o ano ele teve raça, vontade e perseverança. Hamilton foi mais calmo, não foi agressivo e teve uma equipe que trabalhou demais em pró a seu carro.

Massa,uma vitória amarga no GP Brasil, mas fica aqui todo o apoio dos torcedores do Brasil, e que ano que você consiga o campeonato, pois você é o responsável pelo Brasil voltar a se interessar tanto pela F1

Contador Grátis