terça-feira, 3 de novembro de 2009

Sangue e mortos no centro de SP

E não é que nem o Datena deu esse fato ontem?
No centro de São Paulo, por volta das 15horas, na praça do Patriarca, já era possivel contabilizar uns 200 mortos, todos juntos com sangue derramado em todo lugar. Para onde se olhava no chão, nas paredes, era o vermelho do sangue escorrendo pelo local.
Algumas eram noivas, tinham crianças, pessoas que fizeram e fazem parte de nossa história como o astro Michael Jackson, Robotinik, Vampirela entre muitos outros.
E agora eu pergunto, com tanto sangue alí no centro, como Datena deixou isso passar?
Deve ser porque as coisas boas não mostram na TV, apenas se o sangue for bem real e essas pessoas realmente estivessem mortas...

Aí é outro papo...

Ontem no centro de São Paulo aconteceu a quarta Zombie Walk. Evento em que muita gente se veste de morto,zumbi ou algum personagem relacionado ao terror, e sai pelas ruas de São Paulo.
O eventou atraiu muita gente, não pude contabilizar todos porque queria me divertir e não contar quantas pessoas haviam no local(sic,sic,sic,sic...5mil sic´s), e muita diversão...Afinal, pra que estamos na vida a não ser pela diversão?




O devido redator e LEandro Pena com extrema animação no evento

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Televisão. A imagem da besta

Ontem cheguei do trabalho e fui comer na frente da TV. Antes não tivesse ido. Estava passando o José Luiz Datena, um ótimo comunicador por sinal, porém um tanto sádico.

A pauta em sí era uma operação da Polícia Militar nas favelas do Jardim Pery, Periferia da Zona Norte de São Paulo. A operação era pra capturar um ssaltante, que atirou dentro d euma farmácio ou padaria, não lembro exatamente.


O problema era o entusiasmo de Datena na hora de falar da entrada da Polícia na favela. Ele enfatisava a maneira que a polícia deveria entrar no local “ Vamos lá, mete bala gente, vamos matar os bandidos(...) mete a borrachada que eles merecem”.


Infelizmente esse mesmo comunicador esqueceu que a favela também é lugar de gente digna, que muita gente alí não está porque quer, está morando em um lugar precário por falta de opção. Senhor Datena, ali tem muito trabalhador, muita gente honesta pra polícia chegar metendo bala...Uma pena o senhor não falar com tanta euforia quando um político é condenado...ou quem sabe uma operação dessa no Senado em Brasília...seria glamuroso!

domingo, 9 de agosto de 2009

Bate Boca no Senado

Alguém viu o que aconteceu no Senado essa semana?

Coisa feia né...
Porém não é novidade alguma. A turma do Sarney, do Collor e do Lula contra uma "minoria com complexo de maioria", como mesmo disse Renan Calheiros.
Infelizmente isso é o Brasil. As mesmas caras e os mesmos personagens.

Alguém ai ainda acredita nesse país?

Aqui vai um link de um video bem bacana que traduz um pouco da nossa realidade!
Pois é.
Muita coisa mudou no Brasil e na minha vida, porém isso nao é tao importante agora.

O importante é que o novo leyout do blog está pronto, e em breve irei colcoar aqui e fazer desse blog uma referencia de noticias e atualiza-lo com frequencia,ja que agora estou com internet novamente!

obrigado e até breve

segunda-feira, 13 de abril de 2009

A liberdade de expressão na berlinda

As liberdades democráticas têm na imprensa o seu berço e abrigo, onde os direitos individuais e coletivos são protegidos, as aspirações têm fórum próprio e a política se sujeita aos princípios de transparência e fiscalização por parte dos cidadãos. Em uma sociedade de arbítrio pleno, a liberdade de expressão é o termômetro das garantias individuais e o instrumento que pode catalisar as vontades populares e os objetivos de uma nação.
A imprensa brasileira têm, historicamente, uma sintonia ajustada com a realidade, afinada com a sociedade, fazendo-se presente nos momentos cruciais de transformação, fazendo-se baluarte nos períodos de exceção. É considerada em todo o mundo um padrão de sobriedade, de qualidade e parâmetro de liberdade.
A Lei de Imprensa atualmente em vigor foi gestada durante a ditadura militar, justamente no período crítico de 1967, tendo em vista banir a livre expressão e impor condições extraordinárias para jornalistas e empresas de comunicação. Seus 77 artigos estão eivados de conceitos autoritários que se contrapõem à Constituição, criando sérios obstáculos e intimidações à manifestação do pensamento.
Uma ação está sendo julgada no Supremo Tribunal Federal (STF), que neste mês deve decidir sobre a revogação ou não da Lei de Imprensa. O ministro Carlos Ayres Britto apresentou nesta semana seu voto favorável à suspensão integral da lei, lembrando os artigos que ferem os preceitos constitucionais e defendendo que a imprensa crie seus próprios mecanismos de autorregulação. Seu voto foi corroborado pelo ministro Eros Grau, que antecipou seu voto neste sentido.
O entendimento manifesto dos ministros do Supremo antecipa o atendimento à reivindicação de se restabelecerem os direitos de expressão de pensamento sem os achaques e pressões resultantes da lei especial, deixando para a legislação ordinária as ações de controle de abusos e responsabilidade de seus autores. As distorções são claras e preveem autoritarismos como penas de reclusão maiores no caso de calúnia e difamação. A sociedade espera que o Supremo acolha o pedido de revogação total do entulho autoritário, com a ressalva para os casos do direito de resposta, que tende a ser regulamentado à parte, juntamente com a prerrogativa de prisão especial para jornalistas.
O importante é que fique claro que a imprensa dispensa a existência de uma legislação específica que acene com qualquer tipo de controle, intimidação, censura prévia, tipificação excepcional de crimes ou estabeleça mecanismos de intervenção na iniciativa privada que abrigue correntes de pensamento, ideologias políticas ou a mera militância democrática do jornalismo. Pelo contrário, a imprensa necessita de forte aparato legal que a proteja contra investidas autoritárias, manipulação intervencionista ou pressões políticas incompatíveis com a democracia que se constrói.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Que belo chocolate

Foi no primeiro de Abril.Parece mentira,mas foi uma verdade muito boa.
A Argentina enfiou um à seis na Bolivia no jogo das Eliminatórias da Copa de 2010.A maior derrota da seleção mais homo da america do sul deixou um gosto melhor ainda para nós, que vimos o Brasil jogas feio, porém ganhar de três a zero do Perú!
Maradona sempre apoiou o jogo na altitude na Bolivia, até fez um jogo de demonstração com o presidente Evo Morales (irmão de coca de Diego) para mostrar que a altitude não faz mal.
Ok,ok , pra quem mora lá não,mas e quem vive no nível do mar? Ai fode a amizade.
Mas a argaytina não perdeu pra altitude,perdeu pra ela mesma, pra arrogância e pensamentos ditos superiores de uma seleção que, para ganhar duas copas do mundo,comprou uma e fez gol de mão em outra...

Abaixo, uma foto de Diego e Tevez,ídolo do Corinthians, que também adora um jogador que joga do outro lado.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Racionamento...deu certo?

Em vários veículos de comunicação vimos durante a semana passada sobre o "dia do apagão", que aconteceu no sábado. Para relembrar o que não foi devidamente divulgado.
Das 20:30 té as 21:30, todos no Brasl deveriam mantar as luzes apagadas, para nosso planeta poder respirar aliviado...aliviado?
Bom, desculpe-me os ecologistas e ambientalistas(eu sou um deles)mas isso é algo que não da certo.
Quando li isso lembrei do Word Jumping Day, em que todo mundo deveria dar um pulo para a terra mudar a rotação e a humanidade melhorar(sic).
O que isso não da certo é que, até podemos ficar com as luzes apagadas, mas isso não adianta,sendo a luz cerca de 30% de uma conta em uma residência de 4 pessoas. temos TV, Computadores, rádio, microondas, chuveiro,secador , chapinha e muitas outras bugigangas que as pessoas dizem não viver sem hoje.
Vamos dar um basta para economizar? Sim, devemos fazer isso, mas temos que pensar isso como algo frequente, diário.
Todo mundo já leu isso,mas ao invés de ficar com as luzes apagadas, que tal fechar a torneira quando for escovar os dentes ou fazer a barba? Sem água, não temos como ter energia...

segunda-feira, 23 de março de 2009

Pois é minha gente,faz tempo que eu não passo aqui. Mas tenho motivo pra isso.
O Secretário de Segurança Pública, Ronaldo Marzagão pediu demissão na quinta feira, e estou atolado de trabalho da GVT também.

Por isso não andei por aqui,mas deixarei todos informados sobre casos de bastidores em breve,aguerdem.

Agora estou à caminho da TV Cultura para ver o Roda Viva, Com a presença de FHC para falar dos 10 anos do Plano Real.

Dependendo da hora que eu chegar conto como foi ainda hoje!

Pedro Ferraz

quinta-feira, 12 de março de 2009

A volta dos que (nunca) foram pt 2

Vergonhoso. è esse o único comentário para tal atitude de nosso congresso parlamentar!

Collor e Sarney juntos, novamente, como na época em que nosso país se afundava na inflação e corrupção!
O melhor de tudo, é nosso querido presidente ainda apoiar tal façanha!





Ontem o principe Charles chegou ao Brasil e fez questão de conhecer José sarney.
Aí, veio um repórter para entrevista-lo

- Principe Charles, por quê o senhor fez tanta questão de conhecer José Sarney?
- É que eu queria conhecer alguem que está mais tempo no poder que minha mãe!

Isso é Brasil, mas por incrivel que pareça eu gosto e ainda acredito nesse país.

A Volta dos que (nunca) foram pt. 1


Tivemos a notícia da volta do maior dos mortos vivos, dos zumbis e, porque não, papanenem da história da humanidade.
Não falo de Cuca, monstro do armário. É muito pior. MICHAEL JACKSON!
O mais negro dos brancos, o maior astro pop dos últimos tempos, o senhor das plásticas e sem nariz!
Michael fará uma séria de shows(poucos) apenas na Inglaterra para salvar algumas dívidas. Alguns fãs não acreditam na história,mas depois de vender sua mansão, que valia mais de 80 milhões, por 25 milhões(miséria,não?)deu-se na cara o fato.
Tá afim de ir ao show? desembolse "APENAS" US$900 para um setor no meio do público(os ingressos de frente ao palco serão sorteados, provavelmente à uma instituição de crianças...maldade.).
É isso ae, quem é vivo sempre aparece...

domingo, 22 de fevereiro de 2009

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Aprovação automática em SP

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta terça-feira a política educacional do Estado de São Paulo, administrado pelo governador José Serra (PSDB). Durante discurso de abertura do encontro nacional com novos prefeitos, em Brasília, o presidente fez um panorama sobre as políticas sociais de seu governo, apresentando alguns números, e criticou o analfabetismo no "estado mais rico da Federação".
Pois é,mas o nosso presidente desta vez está certo. Eu venho de escola pública, estadual, e sou a prova disso.
Quando o PSDB começou a dominar o estado, a taxa de repetencia era de 22%. Hoje, não passa de 2%. Bom isso né?
Não, isso é péssimo. Existe um processo que chama-se “Aprovação Automática”. É só o aluno comparecer na aula que ele passa de ano. Ridiculo isso. Cheguei ao terceiro colegial sem saber dividir com dois números dentro da chave. Temos alunos na quinta série que não sabem ler direito, têm dificuldades em interpretar um problema matemático simples.
O que deve ser feito, já que nosso presidente adora assinar MPs, era fazer uma que acabasse com isso,se tornasse crime e, obviamente, investir mais na educação, porque se o Governo estadual faz mal uso do dinheiro, o erro pode ser o Governo federal, já que é ele quem manda na bufunfa!

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Referência e credibilidade


Hoje vendo o Jornal Nacional fiquei muito feliz com uma notícia. Bom,pra entender, vamos voltar um pouco no tempo.
Ontem o JN mostrou uma matéria sobre a venda de medicamentos GENÉRICOS no Brasil, mostrando que na maioria dos casos o medicamente que era pra ser mais barato que os de marca estavam mais caros.
Após a reportagem a redação do jornal recebeu milhares de telefonemas, emails e fax, discordando com o que foi divulgado. Fazendno nova apuração, foi verificado o erro. Era um caso extremo, em uma farmácia que ,justamente a que o jornal foi visitar vendia mais caro.
Hoje na abertura do penúltimo bloco Willian Boner falou "o Jornal Nacional errou ontem, ao noticiar a vende de medicamentos genéricos pelo preço maior que os de marca famosa. Sentimos o dever de pedir desculpas à vocês, telespectadores que nos acompanha e confia em nossa palavra. Agora sim, a noticia que conta com a verdade, que é o maior intuito do nosso jornal..."
Não é acertando sempre que se faz acredibilidade de um jornal, é admitindo erros, para que sempre que os mesmos ocorrerem possamos contar com o pedido de desculaps e o total esclarecimento do caso.
Isso me fez lembrar uma capa do Correio Braziliense , em que o jornal dia anterior noticiou um esquema de corrupção e, no dia seguinte, viu que erraram em tudo na matéria. É bom saber que ainda existe um jornalismo , mesmo que pouco, real e de confiança.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Adulteradores de leite são condenados à morte

A Justiça chinesa condenou à morte três acusados por comandar o esquema de adulteração de leite que causou a morte de ao menos seis crianças e afetou mais de 300 mil pessoas. Oito pessoas foram consideradas culpadas ontem por acrescentar ao leite a substância melamina.

O componente químico industrial é usado na fabricação de plástico e foi acrescentado ao leite por fábricas chinesas para aumentar ilegalmente o teor proteico do produto.

O escândalo tomou grande proporção e foi descoberto no ano passado, depois que alguns bebês morreram e outros tiveram quadros graves de infecção urinária e aparecimento de pedras nos rins.

O ruim é que, aqui no Brasil a empresa Parmalat também foi acusada de adulterar seus leites. Cerca de 80 mil unidades - segundo matéria do Estado de São Paulo - foram recolhidos do mercado por causa da adulteração.

Apenas cinco pessoas tiveram a prisão decretada, mas foi a prisão temporaria e hoje, ninguém foi culpado e ninguém está pagando por isso.
Pois é, muita coisa ainda a melhorar.

Já vimos que lá funciona melhor que cá. Mudanças no código penas já!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Já vi essa novela ...

Estou colocando esse texto porque hoje, no meu trabalho, estava vendo notícias do final de semana e achei extremamente interessante. Da Agência Estado e, como já começou a novela ele se torna antigo, e sem nenhum fi lucrativo o coloco no blog.


Caminho das Índias de autoria de Glória Perez, a nova produção da Globo que estreia hoje traz a mesma receita de O Clone
Etienne Jacintho
Da Agência Estado


Um amor impossível e um casamento prometido realizado, a princípio, sem amor compõem o enredo inicial da trama de Glória Perez, Caminho das Índias, que estreia hoje, no horário das 9 da Globo. A mocinha é Maya (Juliana Paes) e seu par é Bahuan (Márcio Garcia). O marido prometido é Raj (Rodrigo Lombardi) que, por fim, se apaixonará por Maya. Faz-se aí o triângulo amoroso da vez.

Qualquer semelhança com O Clone (2001) não é coincidência. Caminho das Índias traz de volta elementos clássicos do universo novelesco de Glória Perez e explora personagens e situações que o público adora por serem bem executados. Com a nova novela, pode-se dizer que a autora realiza uma trilogia que começou em 1995, com Explode Coração. As três novelas apresentam, como trama central, um triângulo amoroso e a impossibilidade de um amor por causa de diferenças culturais.

Isso não significa que Caminho das Índias não seja original. Ela simplesmente carrega a marca registrada da autora — assim como Manoel Carlos sempre leva o Leblon e suas Helenas à casa dos espectadores e Walcyr Carrasco usa, em suas melhores tramas, a comédia pastelão e o núcleo rural marcante.

ARE BABA. A equipe da Agência Estado, órfã de O Clone, identificou alguns personagens correspondentes nas duas novelas e até aposta no bordão da vez, em substituição ao inshalá. Are baba deve estar, em breve, na boca do povo. Maya, Bahuan e Raj são, respectivamente, Jade (Giovanna Antonelli), Lucas (Murilo Benício) e Sayid (Dalton Vigh). Quem já viu as chamadas de Caminho das Índias, reparou em uma garotinha que dá show de dança indiana. Trata-se de Anusha (Karina Ferrari), criança esperta igual a Khadija (Carla Diaz), que vivia querendo “ouro, muito ouro”!

Mara Manzan será Ashima, um equivalente à dona Jura, que terá uma pastelaria na Lapa — bairro que, aliás, entra no lugar de São Cristóvão, retratado em O Clone. E se Elizângela na pele de Noêmia tirava o sono dos árabes que moravam no Rio, desta vez é Dira Paes, como dona Norma, quem vai mexer com a libido dos indianos da pastelaria de Ashima.

Na Lapa também tem gafieira! Não é a Estudantina, mas vai reunir os personagens. Cidinha (Eva Todor) e até o dr. Castanho (Stênio Garcia) vão cair na dança. Na bairro ainda está Suellen, a ex-BBB Juliana Alves, que, por ironia, ou não, viverá uma garota que sonha em entrar no reality show. Em O Clone, quem corria atrás da fama era Karla, papel de Juliana Paes.

A Bruno Gagliasso cabe a missão da grande causa social que, em O Clone, foi de Débora Falabella. O ator vive Tarso, um rapaz que sofre de esquizofrenia. Na novela de 2001, o merchandising social era o vício. Débora vivia Mel, usuária de drogas — quem não se lembra da cena em que ela bebia perfume?

PRECONCEITO? Glória Perez, porém, não gosta da comparação. Na apresentação da novela para os jornalistas, no Rio, a autora afirmou que isso é “preconceito”. “A única comparação possível entre as duas novelas é que elas falam de culturas diferentes da nossa. Vê só como as pessoas são preconceituosas? O que é diferente vai tudo para o mesmo saco”, disse.

Paixões impossíveis em culturas diferentes não são novidade na teledramaturgia, na literatura ou no cinema. Por isso, a realização é o que conta. A autora pode usar esse universo novelesco dela para contar histórias no Marrocos, na Índia, na China, no Japão, no Iraque... Suas novelas conquistam bom ibope, os bordões que cria retumbam nas ruas e seus personagens se tornam alvos de discussões. Glória é pop.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Ourostópolis

Estava no caminho entre Holambra 2 e Itararé. Paramos para tomar uma tubaina em um bar, comer um doce e relaxar um pouco,pois a viagem ainda seria longa. Descemos em Itapeva, e começamos a conversar.notamos que a menina que atendia no bar estava tocando um piano e cantando,muito bonita a música. Pegamos uma Tubaina e sentamos na frente do bar, nisso notamos uma placa, escrito “Itapeva (flecha pra direita)Itaí (seta pra esquerda) e Ourostópolis. Ourostópolis? Ficamos curiosos pra saber o que significava.
Perguntei para a menina que nos atendeu no boteco, mas ela falou que não sabia,e ninguém ali em volta também sabia. Ela falou que foi o dono de uma casinha de madeira que morava ali no território onde a placa estava cravada, ele chamava-se César. Fui até a casa,mas ele estava no quintal, conversando com um amigo.
Me apresentei e perguntei a ele sobre a placa,ele me contou a história toda.

- Eu fundei esse bairro, Bairro do Cercadinho. Tinha esse nome porque eu fui o primeiro morador daqui e cerquei minha casa com arame, ai começou a chegar mais gente. Começou a ser chamado de Cercadinho. Ajudei a fundar a escola, eu que montei a primeira escola daqui com uns amigos. Montei as ruas, dividi algumas propriedades pra dar lugar pra rua ,pras pessoas passarem. Só que eu acho que deveria mudar o nome do lugar,é um nome velho, e o mundo hoje está muito mudado. Eu já viajei por muitos lugares do Brasil, e vi que tem muita cidade com o nome alguma coisa “Polis”. Achei que alguma coisa relacionada ao ouro traria boa sorte ou riqueza pra cá. Ai coloquei a placa ali de Ourostópolis.(...) Eu coloquei essa placa porque todo mundo vai ficar querendo saber o que é Ourostópolis, todo mundo que mora aqui quer saber da placa,mas até agora ninguém teve coragem como vocês de vir e perguntar. Mas não conta pra ninguém não ta,deixa as pessoas daqui descobrirem sozinhas.

- Ok Seu César, seu segredo está bem guardado conosco,daqui dessa região ninguém ficará sabendo.
Perguntei a ele o nome completo, é César Teodoro de Oliveira, ele não se lembra a idade e não possui RG. “Já tive,mas não tenho mais não” sobre o RG.
Ele mora em uma casa de madeira), faz mais de 40 anos que mora ali. A casa foi aumentando com o tempo,ela já oi de outra forma,mas ainda permanece com aquele tom rústico e absurdamente simples.
O mais surpreendente de tudo isso é o fato de Seu César é muito feliz com a vida que tem, com a casa e tudo o que rodeia ele
“ Não preciso mais que comida e um teto pra me proteger da chuva com paredes pra barrar o vento. Vivo aqui há muito tempo, trabalhei com os holandeses em Holambra II, mas é aqui que eu gosto. Aqui é minha cãs,meu bairro e todos os meus amigos.”
Pois é,vimos ali um homem simples que nos provou que luxos são apenas luxos,precisamos apenas de comida, abrigo e AMIGOS para ter uma vida boa. Realmente um homem sábio...

sábado, 10 de janeiro de 2009

13 de Dezembro / 10 de Janeiro!

Pois é, daqui a pouco faz um mês que não posto por aqui. Muito trabalho,muitas mudanças...Por falar em mudança, Nosso querido presidente afirmou essa semana que não lê jornais, revistas nem vê o noticiario na TV.
Claro,poderiamos esperar algo diferente? Eu acho que seria dificil a gente ler que ele lê e é extremamente bem informado. Pra ele, essa crise é só uma marolinha, e ainda pede pra que todos continuem comprando. Trabalhe com o nosso salário então.
Ai depois a gente lê que o seu Kassab vai cortar gastos com Cultura. Porra, de boa seu prefeito, o senhor é um merda de marionete do Serra.


Andei visitando várias cidades do interior de São Paulo (46 ao todo) e finalmente consegui juntar todas as informções e datas dos locais. Farei um especial sobre o Estado de São Paulo. No próximo post começo com Mococa, cidade do interiode São Paulo,da região café com leite, divisa com Minas Gerais!

Até lá então,boa leitura(caso alguem ainda passe por aqui)

Contador Grátis