quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Referência e credibilidade


Hoje vendo o Jornal Nacional fiquei muito feliz com uma notícia. Bom,pra entender, vamos voltar um pouco no tempo.
Ontem o JN mostrou uma matéria sobre a venda de medicamentos GENÉRICOS no Brasil, mostrando que na maioria dos casos o medicamente que era pra ser mais barato que os de marca estavam mais caros.
Após a reportagem a redação do jornal recebeu milhares de telefonemas, emails e fax, discordando com o que foi divulgado. Fazendno nova apuração, foi verificado o erro. Era um caso extremo, em uma farmácia que ,justamente a que o jornal foi visitar vendia mais caro.
Hoje na abertura do penúltimo bloco Willian Boner falou "o Jornal Nacional errou ontem, ao noticiar a vende de medicamentos genéricos pelo preço maior que os de marca famosa. Sentimos o dever de pedir desculpas à vocês, telespectadores que nos acompanha e confia em nossa palavra. Agora sim, a noticia que conta com a verdade, que é o maior intuito do nosso jornal..."
Não é acertando sempre que se faz acredibilidade de um jornal, é admitindo erros, para que sempre que os mesmos ocorrerem possamos contar com o pedido de desculaps e o total esclarecimento do caso.
Isso me fez lembrar uma capa do Correio Braziliense , em que o jornal dia anterior noticiou um esquema de corrupção e, no dia seguinte, viu que erraram em tudo na matéria. É bom saber que ainda existe um jornalismo , mesmo que pouco, real e de confiança.

Um comentário:

Rodrigo Casarin disse...

Mais uma vez ñ consegui postar no outro blog, então vai aqui mesmo:

Ela era importante por se tratar de uma cidade no limite entre SP e MG, sendo ponto fundamental para o tráfego de mercadorias, na época, praticada exclusivamente por meios terrestres entre os dois estados. Correto?

Abraço!

Rodrigo Casarin


Contador Grátis