quinta-feira, 6 de maio de 2010

Corte

Voando alto, como nunca antes.
Parece que foi ontem que minha vida estava um caos. Lembro das pessoas me falarem que depois dos 18 a vida passa rápido demais. Acho que elas tinham razão.
Faz um ano que me sinto como outra pessoa. Parece piada, ou algumas pessoas acharão ridículo, mas eu marquei esse dia 06 de Maio absurdamente em minha cabeça.
A pressão de arrumar um trabalho qualquer, mesmo eu não estando satisfeito com ele, me fez cortar meu cabelo para uma entrevista em uma maldita loja de sapatos.
Como o mundo gira.
Tive que sair de São Paulo para conseguir ter algo na minha profissão. Não que não fosse conseguir em SP, mas lá tudo é pra ontem, e ninguém quer saber de felicidade, as pessoas querem saber de dinheiro, dinheiro, dinheiro.
Por que essa merda comanda tanto o mundo?
Tudo é dinheiro, e cortar o cabelo para as outras pessoas era como se eu fosse arrumar um emprego logo. E deu certo, arrumei no Mato Grosso dois meses depois. GRANDE ADIANTO CORTAR ESSA PORRA!!!
Cortar foi uma espécie de começo do fim. Até hoje me olho no espelho e não me reconheço. Mas assim que tiver o aval do meu editor, os cabelos voltarão a ficar longos.
E não, desta vez não terá ninguém pra vir falar merda por causa de trabalho, que não pode,que isso aquilo.
Cortei para uma entrevista e estava sendo pressionado para cortar pra ganhar R$50,00.
Vão todos se foder e enfiem seus devidos dinheiros na bunda!
Felicidade não tem preço!

2 comentários:

Rose Dayanne disse...

Revolta! Isso mesmo! Esse sentimento é gás em muitas situações!

Luto pelo cabelo!

Mas today a vida é outra e quem sabe o tenha de volta!!! (sim sim)

Anônimo disse...

Pedrão..passei a mesma situação qdo tive que cortar meu cabelo para ir trabalhar na VASP...e tb tive a mesma revolta. Mas depois aprendi que minha felicidade não estava em ganhar dinheiro, ter cabelos longos ou coisas assim. Estava em ter comigo pessoas que eu amava...em ter uma filosofia de vida que colocava o ser antes do ter. Eu sei o que significa ter e usar o cabelo comprido e o qto isso incomodava aos outros que não tinham a mesma postura de vida. Mas nada como um dia depois do outro para exercitarmos nossa vida, cedendo aqui, se afirmando ali...mas sempre olhando para a frente confiantes de que o nosso caminho somos nós que fazemos. cabeludos ou carecas!rsrs

PF

PS
me arrepiei ao ler isso tudo!


Contador Grátis