quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Tucano usa servidores para encher comício

Em Barueri, alunos são liberados para que funcionários participassem de ato com Serra

DE SÃO PAULO/ Folha de SP

O encerramento das aulas nas escolas municipais de Barueri foi antecipado ontem em duas horas, no período da tarde, para que professores e funcionários participassem de um comício eleitoral com a presença de José Serra, candidato tucano à Presidência.

O evento estava marcado para as 18h, horário do encerramento das aulas. Anteontem os pais dos alunos foram informados, por meio de bilhetes, que os filhos seriam liberados às 16h.

SEM EXPLICAÇÃO
Não foi dada nenhuma explicação oficial aos pais, mas professores e funcionários, sob condição de anonimato, confirmaram à Folha que eles foram convocados verbalmente para o comício por seus chefes, diretores ou coordenadores das escolas.

O comício marcava o encerramento da campanha de Bruna Furlan (PSDB) a deputada federal. Bruna é filha do atual prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), e deve ser uma das deputadas mais votadas da legenda.

O prefeito disse que não sabia da liberação dos alunos e foi irônico ao comentar o caso: "Eu convidei os funcionários que estavam de folga. Veio quem quis. Só quem está autorizado a cometer todas as mazelas do Brasil é o PT. Nós tomamos todos os cuidados", afirmou Furlan.

Serra chegou ao local do evento às 18h40. Cerca de 2.000 pessoas, a maioria de funcionários públicos municipais, o aguardavam.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Surpresas de Marília

Marília, 6h Am.

Essa é a hora que acordo, sempre. Entro às 7h no trabalho, então dá tempo de comer, tomar banho e ir ao batente.
Na hora de tomar banho, uma linda surpresa me esperava no Box. Abro o chuveiro, ainda dormindo, coloco meu shampoo e meu sabonete e vou pendurar minha toalha. Nessa hora, entro no Box e ouço um barulho, como se fosse um rosnado,mas diferente. Olho para o vitrô e vejo, olhando para mim, rosnando e com a língua para fora, um dragão de comodo.



Cara, imagine o susto. Seis da manhã vendo um bicho que nunca vi na vida. Fiquei sabendo o que era depois que um brother da casa me falou, ai fomos olhar na maior enciclopédia do mundo. O Google.

O dragão era mais ou menos esse da foto, só que um pouco menor. O susto foi grande,mas depois vi que o bicho não ataca, não faz nada, mal dentes ele tem. Mas que deu medo,isso pode estar certo que sim

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Mudanças


O que podemos falar sobre morar em uma cidade do interior?

Foi um choque muito grande minha primeira tentativa de mudança de SP. Comecei indo para Varginha, interior de MG. Lá foi tenso pela situação, e não estava tão certo.
Na verdade fui mais para fugir de SP, de uma realidade que não agüentava mais.
A Segunda, para o Mato Grosso foi um tiro no escuro, que passei mal por conta do Calor. Depois foi Bandeira do Sul/Poços de Caldas, novamente MG, que foi apenas para reafirmar que não rola casar em minha vida.

Mudas para Marília foi também um tiro no escuro, mas com uma facilidade maior. Estava com um emprego e não seria difícil voltar. E não é que está dando certo.

Entre os principais problemas que eu tive, nenhum foi maior do que dormir na rua por não ter onde ficar. Um idiota que morava comigo arrumou uma pra cabeça e acabei pagando por isso. Playboy que papai banca né, fazer o que.

Mas isso me deixou muito forte. Passei alguns dias comendo apenas pão. Dormi na praça do MAC(Marília Atlético Clube) e não tinha uma visão. Mas sei lá o porque, acabei ficando.

Consegui o que nunca imaginei na vida. Adentrar em uma universidade com a Unesp, ainda mais em um curso que nunca imaginei nem passar na frente, Filosofia. Concordo que minha vontade era fazer Sociais, mas como as vagas eram menores.

Me encontrei em uma religião. A força do Teatro me deu ânimo para ficar na cidade, afinal em SP ensaiar teatro era coisa de maconheiro e vagabundo, como eu ouvia. Já em Marília, o trabalho é muito mais sério A liberdade que tenho na escola, hoje fazendo além de atuação, assessoria de imprensa e até me arrisquei a escrever uma peça, que logo menos começaremos os ensaios.

"Encontrei" uma amiga distante, que sempre está por perto!!!

Encontrei uma pessoa, há pouco mais de quatro meses, que agüentou minhas mudanças de humor, minha fase dura de grana, minhas piadas fora de hora.. Enfim, a cidade está cada vez melhor.

Agora, a meta é outra. Sair da Moradia da Unesp, conseguir um canto melhor para mim e conseguir pagar minha viagem que venho planejando. Alguém ai vê alguma meta melhor que conhecer vários lugares?

Em minha casa terei uma regra. As coisas serão minhas. Não quero presente de ninguém, pois não quero depois as pessoas falando que me deram tal coisa e outra coisa, sendo que dá quem quer, recebe quem é gay (desculpe-me, não pude passar essa piada).

A sim, e SP?

Vontade apenas de ir passear, pois morar em uma cidade onde o metrô não funciona como deveria, um ônibus lotado, poluição e falta de respeito para com o cidadão? Obrigado, prefiro minha vida pacata de interior, mesmo não sendo muito pacata.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Ficha Limpa

Estou acompanhando, ao vivo, a votação da lei Ficha Limpa, pelo STF.

Confira um texto que saiu no site da MATRA Marília Transparente, ong que sou Assessor de Imprensa

O ministro Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal (STF), apresentou há pouco voto contra recurso do candidato ao governo do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PSC) enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

Britto é relator do recurso apresentado pelo candidato, ao Supremo, após ter o registro negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no último dia 31 de agosto.

Na ocasião, ele foi enquadrado nas novas regras de inelegibilidade por ter renunciado ao cargo de senador, em 2007, para escapar de um processo de cassação iniciado no Conselho de Ética.

Na leitura do voto, que durou 1h15, Britto considerou que a Lei da Ficha Limpa não altera as regras eleitorais e que por isso não pode ser contestada com base no princípio da anualidade.

Esse princípio, usado como argumento de defesa pelos advogados de Roriz, estabelece que uma Lei Eleitoral só pode ser aplicada após um ano da sua criação.

Britto entendeu, no entanto, que a Lei da Ficha Limpa deve ser aplicada de forma imediata como objetivo de preservar o princípio da moralidade previsto na Constituição.

“A probidade pode esperar?”, ponderou Britto para em seguida emendar: “Pode ser um prejuízo irreparável para a coletividade”

Em um momento poético, o ministro também evocou a origem de palavra "candidato" e "candidatura" em defesa do voto.

“Candidato vem de cândido, puro, limpo no sentido ético... tanto quanto candidatura vem de candura, pureza”.

Britto lembrou ainda que a exigência de análise do passado dos candidatos não é um fato novo.

“Considerar a vida pregressa não foi algo inventado pela Lei Complementar 135 [Lei da Ficha Limpa]. Isso consta na própria Constituição. Vida pregressa é vida passada”, ressaltou.

Ainda com relação a anualidade, o ministro lembrou que os partidos não foram pegos de surpresa com as novas regras de inelegibilidade, uma vez que a Lei foi sancionada antes das convenções partidárias.

“Deu tempo suficiente para os partidos políticos quanto à escolha dos candidatos”, considerou.

Quem vai segurar a onda?

Escrevi sobre o Corinthians ontem, mas hoje eu não posso deixar passar essa mediocridade santista. Com todo respeito ao clube, mas uma atitude como essa é de se ficar revoltado.

O técnico Dorival Jr, atual campeão da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista, barrou a estrela Neymar por conta de uma ofensa, EM PLENO CAMPO, ao capitão do time e ao técnico. Neymar não jogou contra o Guarani e não jogaria contra o Corinthians. Atitude muito justa. Mas quem manda em um time não é o técnico.

Em coletiva, o técnico Dorival anunciou que Neymar ainda seria barrado. O que aconteceu? A diretoria se reuniu e tirou do cargo um técnico que vinha fazendo o Santos a sensação do Brasil. Com apenas 13 derrotas no ano, o Santos é o time que mais fez gols e menos sofreu em todo o Brasil.

Mas isso não importa para o clube. Eles querem ver a grana entrando com a estrela cai-cai do Santos, que acaba de derrubar um técnico.

Espero que Mano Menezes tenha ciência do ocorrido, e que deixe esse moleque de fora por um bom tempo.

Santos, atitude como essa é de time pequeno, como Corinthians, Paysandu, Palmeiras...Não um time de tradição como esse.

Uma pena que o futebol não é mais verdadeiro

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Porque a CBF está ajudando o Corinthians

Não é de hoje que o Corinthians é extremamente ajudado pela CBF. Na última Copa do Brasil que o time ganhou, o time foi ajudado em 5 jogos. Na lista dos 10 jogos com os maiores erros de arbitragem, 4 te o Corinthians como beneficiário.

Esse ano não foi diferente. Todo mundo já sabia que o técnico da seleção seria o Mano Menezes, que diga-se de passagem um dos melhores do Brasil. Mas em uma manobra para desviar a mídia do assunto, fizeram um “convite” para Muricy Ramalho adentrar ao cargo. Com a negação do Fluminense – o que é mentira, qualquer técnico pode sair à hora que quiser e a CBF tem grana sim para pagar o rompimento do contrato – a manobra foi deixar as claras o que todos sabiam. Mano Menezes vai para a seleção.

O que ninguém desconfiava era o porquê disso tudo. Andrés Chances, presidente do clube, é um dos manda chuvas da CBF. Com isso, veio o título da Copa do Brasil, veio o técnico e, incrivelmente virá estádio. Nem foi construído e já está sendo falado em abertura da Copa.

Convenhamos que isso é pura política, pois não falo do Morumbi, mas em São Paulo temos uma reforma do Palestra Itália que poderia muito bem fazer uma abertura de Copa do Mundo.

Essa manobra é apenas para lavar dinheiro. Quem ainda comanda o Corinthians, segundo a revista PLACAR, é o mesmo que comprou o Brasileiro de 2006 e prometeu rios de benefícios ao clube, afundando-o na merda da segunda divisão. Kia Jorabichan. O mesmo iraniano que afundou o clube, ainda comanda a parte financeira do mesmo.

Ainda segundo a revista PLACAR, o adiamento da rodada do campeonato brasileiro foi feito não para comemorar o aniversário do clube, já que todos os meses têm um clube fazendo aniversário e nem por isso adiam jogos. A manobra era para o clube se acertar melhor e a rodada do Brasileiro sempre ser a favor do mesmo, afinal o clube está sempre em vantagem.

Por isso, se você é torcedor do São Paulo, Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Internacional, Grêmio ou qualquer outro time grande que joga no campo, esqueça esse campeonato brasileiro. Tenham preocupação em ficar entre os quatro primeiros e garantir uma vaga na libertadores, já que títulos internacionais de respeito o Corinthians nunca conseguiu comprar.

Sabe como é, a gente acha que existe corrupção em tudo, mas no Brasil, isso é mais do que evidente.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Um brinde

Ando em falta com o blog, mas me tempo está tão apertado que não da ânimo para escrever no meu blog.

Só queria postar um feliz aniversário pra minha irmã, que completa 27 anos...

Ta véia em Lely....

Um brinde pra ti...quem sabe no próximo, que será em um sábado, a gente não brinda juntos.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Xenofobia ataca no velho continente


Algo que me deixou irritado ao extremo, lendo os jornais nessa terça-feira.
O Senado francês aprovou a proibição do uso da burca, derivada do véu islâmico. Ou seja, liberdade religiosa é algo que os franceses não admitem.
O pior é que a votação para que isso virasse lei foi de 246 votos contra apenas um.

Enfim, as pessoas não conhecem o Islã.

Tive a oportunidade de fazer um curso de religião islâmica, além de ter uma prima convertida ao islã. Esse tipo de traje é opção da mulher. A mulher que não quer, não usa.

Em nenhum momento, o livro sagrado islâmico, o Corão (não é Alcorão, pois Al é artigo) não fala em terrorismo, ataques suicidas ou então que a mulher deve usar a burca. O que diz o livro sagrado muçulmano é que “a mulher deve preservar toda e qualquer parte de seu corpo que possa causar interesse pelo sexo oposto, que possa seduzir o homem”.

Minha prima, Aisha Aini (nome modificado depois da conversão) diz que o uso é algo rotineiro, e que as próprias mulheres ficam sem graça sem o uso do mesmo.

Agora é assim. Daqui a pouco, a França vai proibir o uso de calças jeans, o uso de sabonete(isso é costume lá,nem precisa de lei para proibir) e como diz o presidente, as mulheres só poderão casar-se com homens ricos.

O preconceito que impera na região européia está atravessando fronteiras. A França tem a maior população islâmica fora do oriente médio. A xenofobia do lugar vai crescer absurdamente. A França está se tornando um lixo americano, como aquele governado por G.W. Bush.

Agora queria fazer uma proposta. Gostaria que a assembleia legislativa votasse a favor da exclusão dos franceses no Brasil. Todo e qualquer francês, ou parente direto (filho, neto, bisneto) sejam apedrejados na rua, pois tomar banho é o mínimo que uma pessoa deve fazer.

domingo, 5 de setembro de 2010

Um lápis e uma régua
Um resfriado me pega
Um flash quase me cega
Um memorando que nega

Um vento forte, um chuvisco
No olho me entra um cisco
Um som de casa de disco
Uma cobrança do fisco

Um desejo por vitrina
Uma moça por esquina
Hoje eu te pego menina
Ao me sentar na latrina

Um cartaz de mulher nua
O cego atravessa a rua
Garçom, a carne está crua
A mãe de quem é a sua?

Um ódio que me destrói
O sangue corre, corrói
Eu quero ser um herói
Vida de porra, My Boy

Contador Grátis