terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Alckmin nomeia ladrão para cuidar de R$2,5 bilhões

Mais uma novidade do governo paulista. Além da Políca Militar não ter batido nos estudantes na ÚLTIMA manifestação contra o abuso da passagem de ônibus na capital, Alckmin agora nomeou um condenado para cuidar dos cofres públicos para...para… para… A educação…Claro, o ponto forte do governo tucano.

O senhor da grana agora chama-se José Bernardo Ortiz. Ele foi nomeado por confiaça pelo Alckmin. Na nova função, vai comandar uma arca anual de R$ 2,5 bilhões, dinheiro destinado à construção e reforma de escolas e ao custeio de projetos pedagógicos.

Ortiz frequenta dez ações judiciais na condição de réu. Desse total, oito ações foram alicerçadas na Lei da Improbidade. Absolvido em três, José Ortiz aguarda o julgamento de recursos da Promotoria ao TJ-SP.

Outros quatro processos esperam pela sentença de juízes de primeira instância. E há um caso em que o réu foi condenado.

Refere-se à contratação de servidores sem a realização de concurso público, em Taubaté. A despeito de negar a intenção de dolo, José Ortiz foi condenado em primeiro grau.

Recorreu ao TJ, que confirmou a sentença. Foi, então, a Brasília. Tenta reverter o infortúnio no STJ.

Em nota oficial, a assessoria de Alckmin escreveu: José Ortiz “é um homem público reconhecidamente honesto".

Acrescentou: “Sobre os processos em questão, todos eles ainda passíveis de recursos...”

Parabéns São Paulo. Kassab, Tiririca e Alckmin. Perfeito para o estado mais metido do Brasil.

Nenhum comentário:


Contador Grátis