terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Os acomodados que se mudem


Esses dias mandei um email para meus colegas de faculdade. Sério, gstaria muito de saber por onde cada um anda, quem está trabalhando como jornalista, quem não está, por que não está? Etc…

Enfim, gostei de muitos email que voltaram com a resposta. A Nadja está na prefeitura de Arujá, o Rodrigo fazendo apenas freelas, a Thiciane em uma editora…Mas recebi um email que fiquei incomodado.

Uma das resposta veio tacando o pau no jornalismo. A garota falou que só quem tem QI(quem indica) consegue trabalho, que ser jornalista é terrível, e um monte de baboseiras.

Vamos lá.

Realmente, a profissão de jornalista é meio ingrata, mas isso de que só quem tem indicação conseguir trabalho é uma grande mentira. Só ver que, dos jornais que passei, pela ONG e agora em MG, não tive nenhuma indicação. Foi tudo porque eu meti “as caras” e sai daquele nincho de São Paulo.

Eu vejo que é muito fácil culpar o mercado, quando o profissional fica com a bunda no computador procurando emprego apenas mandando email. É muito fácil colocar a culpa nos outros. Mas uma coisa eu falo, quando se tem competência, consegue-se muita coisa.

Vejo o exemplo do Rodrigo, que toda semana me manda um texto de uma mídia diferente. O dele ele está fazendo, e pelo que o conheço, nunca precisou de QI.

Então, caros colegas jornalistas, fico feliz com pessoas asism, que desistem da profissão e vão cursar adm, direito, enfermagem, publicidade… O mercado agradece.

3 comentários:

Rodrigo Casarin disse...

O segredo é correr atrás, de verdade, não esperar cair no colo!

Anônimo disse...

Quando assumimos nossa responsabilidade e paramos de culpar os outros, pela nossa incompetencia e saimos para enfrentar os desafios dessa vida, tudo o que procuramos vem ao nosso encontro...Comodismo nao nos leva a lugar algum.
Tomar as redias da propia vida, significa crescimento...
Seja sempre o autor da sua historia.

Rose Dayanne disse...

Eitaaaaa


Contador Grátis