terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Egito

O assunto do momento é o que está rolando lá longe. Tunísia, Egito etc... Mas quero falar de outro modo.

Claro que apoio o que acontece lá. Ditaduras só acabam com o povo, veja o exemplo do Brasil militar, da Argentina, de Cuba até hoje entre outros... Mas no Egito, o buraco é mais em baixo.

Os manifestantes estão contra a opinião de países poderosos, que exploram o local, como os EUA(que novidade!!!). Agora, os EUA, vendo a situação, falam que querem ajudar a implantar a democracia no país.

Espero que não queiram colocar como fizeram no Iraque.

Mas sabe o que é mais estranho?

Eu estou com uma vontade absurda de ir pra lá. Mas pra participar, cobrir os fatos, ver de perto essa revolução.

Algumas semanas atrás eu postei um texto falando de como é bom participar da história, saber que o que você está passando, futuras gerações irão estudar, e você poderá contar com suas palavras, seus olhares dos fatos e não omitir os fatos que a história sempre faz.

Uma vez, na faculdade, uma professora perguntou para a sala quem queria um dia cobrir uma guerra. Apenas eu e mais uma pessoa,não me recordo quem, responderam que queriam.

Claro, que uma dessas pessoas politicamente correta, que faz tudo o que a sociedade manda, começou a fazer criticas. Mas o sonho da pessoa era trabalhar no Santander... Foi a minha resposta.

Uma vez, conversando com o Caco Barcelos, perguntei da experiência de cobrir uma guerra. Ele pausadamente respondeu que é algo inesquecível, e que a gente nunca mais é o mesmo depois disso.

Se em cada viagem minha eu não volto o mesmo, imagine se eu cobrir uma guerra...

4 comentários:

Anônimo disse...

Filho, não precisa ir longe para cobrir guerras. Vá na região central de sampa e a guerra é contra a depencia do crack. Vá aos morros da cidade do rio e a guerra é pelo direito de viver longe do trafico e da violência. Vá a Belem do Para e a guerra é contra o abandono e as doenças que consomem milhares todos os anos.No Maranhão a guerra é contra o clã Sarney que assalta os cofres publicos desde a decada de 60. No Brasil todo existe uma guerra no transito que mata mais gente que a maioria das guerras que grassam pelo planeta.

Escolha a sua guerra preferida...

Anônimo disse...

Guerras urbanas têm o problema que a Segurança Pública (SSP) não consegue dar conta.

Já em uma guerra territorial/política, a ONU consegue dar a segurança necessária para a imprensa

Pedro Ferraz
Quarto Poder SP

Anônimo disse...

SSP SP? kkk
Só ela??? Vc esta perdendo a lucidez com a sua fixação contra Sp, PSDB e outros quetais....rsrs

Se a ONU conseguisse o que vc diz, não morreriam, sofreriam "acidentes", sequestros , etc... tantos jornalistas ao redor do mundo.

Anônimo disse...

Leia novamente,caro anonimo. Escrevi SSP, e nao SSP-SP.

As vezes é bom ler antes de comentar

Quarto Poder SP


Contador Grátis