quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Viajar...

É sempre bom pegar a estrada. Fico muito animado, pensando em como pode ser. Mas não gosto de viagens muito programadas. O imprevisto é  o melhor...

Ontem peguei o guia de turismo que fiz pelo estado de SP. A viagem foi fantástica,a cia não,mas a história é outra.

Fazenda do buracão,andar a cavalo,conhecer mirantes absurdos, asa delta, jetsky, rafting, rapel, mergulho com golfinhos, ilhas desertas, cidades abandonadas, estações de trem abandonadas, cristos, arco de entrada, boas vindas, caminhar por floresta, mata, cavernas, dois dias em uma, nenhum e outra, comer coisas que nunca imaginou, conhecer gente, beber coisas estranhas, rock n roll, pessoas inteligentes, outras nem tanto(micaretas), papos inesqueciveis com pessoas que nem lembro o nome, pessoas que smepre guardarei a imagem e a voz,mas nunca o contato, pessoas que até hoje mantenho contato. Nossa,tanta coiasa se passar...

Frio,calor, se perder em uma cidade estranha(qual é o nome do lugar que estou hospedado mesmo?), dor nos rins, conhecer o hospital mais próximo,saber que esse mesmo hospital está mais de 5km em estrada de terra, estrada,paisagens (onde era aquela vista linda mesmo?!), picos onde quaseninguém foi...

Rodar o Brasil é uma experiência fantástica. Tive exemplos próximos, como o Denis que mochilou pelo Nordeste(além do Chile) ,o Fabrício que mochilou pelo norte (e voltou agora do Peru), e o Matheus, que ainda tá rodando o Brasil,faz mais de um ano. É,sabe aquela inveja boa?

A estrada nos faz uma imagem de pessoas fortes,sem sentimentos ou emocionalmente mais firm. Ledo engano. Nós sentimos saudades também. Das pessoas, de uma época, de uma situação ou papo. Sim,nós choramos. A diferença é que fazemos isso nas escondidas. Queremos,em certas situações, manter ainda a imagem de pessoas fortes. Mas relaxe,é apenas imagem.

"Nessa estrada,um pé nas nuvens, outro pé noutro lugar" - Uma velha canção Rock n Roll - Flávio Venturini

É mais ou menos assim quem está de passagem. Um pé na estrada,e outro distante do lugar que está. Mal chegar e já é hora de partir...normal para quem está na estrada. E agora...bom, a estrada não me chama,mas a vontade berra comigo.

Mas agora quero fazer diferente. Planejar ao menos a ida e a volta. Conseguir mais flexibilidade e também lidar melhor com imprevistos. A estrada clama pela minha presença...E eu,pela dela

Dilma dá seu recado na ONU. Brasil aplaudido em pé. Vai faltar pulso para os tucanos

O que os maiores tucanos estão fazendo agora? Bolando uma maneira de Dilma sair na capa da Veja falando de seu discurso na ONU. Estão se mordendo, e vai faltar pulso mais ainda essa semana...

Dilma é a primeira mulher a abrir a assembleia geral da ONU. Nunca na história uma mulher pode abrir a reunião. E lá estava ela, brasileira, guerreira e mais uma vez fazendo história.

E pode apostar, José Serra e FHC vão na Veja falar abobrinhas. Além de falar merda, vão dizer que Dilma gaguejou, que falou feio...Só vamos lembrar que na frente de EUA(País idolatrado pelos tucanos e que FHC sempre baixou a cabeça) Dilma comentou das missões de paz do país não servem para a paz. Pediu reconhecimento do estado Palestino, além de uma cadeira na ONU para o estado.Foi interrompida 5x para aplausos. Obama,nem uma única vez. E a ave azul e amerela chora...

É... bons tempos aqueles que todas as nossas riquezas eram vendidas para os americanos, e que o país tinha o pobre jogado em seu lugar e o rico fazendo mais fortuna, pensam os tucanos hoje. Vai faltar pulso.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebe hoje, na capital baiana, seu sexto título de doutorado honoris causa, desta vez na Universidade Federal da Bahia (UFBA). O sétimo será na França pelos trabalhos sociais e por ter tirado um número recorde de pessoas da miséria no Brasil. É,vai faltar pulso pros tucanos

Tucanos geniais: sucesso de Lula foi obra de FHC!

Tijolaço - Brizola Neto


Incrível, fantástico, extraordinário. Numa impressionante autocrítica sobre sua “obra”, o PSDB, segundo matéria de O Globo, acha que a principal razão de vir perdendo as eleições é ter escondido a figura de Fernando Henrique Cardoso.


Sim, porque isso permitiu que “o PT se apropriasse do que fizemos”, segundo o luminar – como foi mesmo que Lula o classificou? – Sérgio Guerra, que lamenta o fato de “durante dez anos” os tucanos não terem defendido o que fizeram.


Vejam como são bobinhos estes tucanos. Porque será que não defenderam o que fizeram, e duante dez anos?


Esqueceram-se? Não tiveram tempo? “O rapaz faltou”? O marqueteiro não se lembrou?


Sim, porque na genial avaliação feita pelo tucanato não entra o fato de que o esconderam porque ele era rejeitado pela imensa maioria da população. Ou o povo idolatra FHC, apóia o atoleiro em que ele manteve o Brasil, entusiasma-se com a privatização e a entrega do patrimônio público, etc…


O exemplo que usam é – “60% dos brasileiros atribuírem a aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) aos petistas, esquecendo-se que eles votaram contra a proposta” –  é uma rematada tolice, até porque 60% dos brasileiros nem sequer ouviram falar na LRF.


Quem quiser conferir pode acessar aqui a pesquisa feita, ano passado, pela empresa Foco, por encomenda da Scola Superior de Administração Fazendária,  que mostra que só 39% das pessoas entrevistadas tinham ouvido falar na LRF em todo o Brasil. A pesquisa está aqui, e você pode conferir na página 91.


Mas tomara que os tucanos acreditem mesmo no que estão dizendo e resolvam fazer de FHC o carro chefe de suas campanhas e o símbolo do que representam. Não ganham nunca mais uma eleição.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Semáforo verde em rua de Belo Horizonte tráz folha da maconha

Foto - Mariana Bruno Albertini
O que estava acontecendo no Ceara e em São Paulo agora chega a Belo Horizonte. O cruzamento das ruas Mestre Luiz e Major Lopes, no bairro São Pedro, há pouco mais de um mês, teve seu sinal verde adulterado por um transfer(adesivo em que se coloca qualquer tipo de forma ou desenho) alegando a folha da maconha.

Os motorista que passam pelo local já falaram que a reclamação foi feita para a BHTRANS. "Cruzo aqui todos os dias. No início achava engraçado, mas avisei faz umas duas semanas na BHTRANS e nada ainda foi feito", afirma o advogado Carlos Chiaroni, morador da região.

Segundo a BHTRANS, quem for pego adulterado uma sinalização de trãnsito pode ser detido e pagar uma multa ou pena alternativa. A assessoria disse que irá averiguar para que a sinalização volte a sua normalidade.

Outro Lado


No site da revista Semente da Maconha, esse é um movimento que vem ganhando o Brasil em prol da legalização da maconha. O site é de ativistas que defendem que,além de discriminada,o uso pessoal,assim como cultivo, sejam legalizados, pois é o tráfico o problema e não o uso da erva.




Segundo Eduardo Fonseca, ativista de Minas Gerais, esse é um dos atos que irão surgir na cidade. "Tivemos a Marcha (da maconha) no início do semestre e alguns atos, como esses semáforos, foram combinados para que nunca se esqueçam de nós. Queremos não ser mais vistos como marginais e vamos lutar cada vez mais com isso.


A Polícia Militar afirma que tal atitude é considerada apologia, o que é um delito leve."Se for pego, o cidadão será levado para depoimento por depredação de patrimônio público e apologia. A pena pela primeira vez varia em penas alternativas como trabalhos sociais ou pagamento de multa. Se o meliante insistir com as ações, outras atitudes serão tomadas pela Polícia Militar, como encaminhamento para tratamento e afins", afirma a nota da assessoria da PM-MG.


Só que esse "afins" podemos entender que o cara que for pego vai tomar muita porrada, tratado como bandido e levado para o "esquisito", quarto onde ocorrem agressões e torturas sem testemunhas. Vamos ficar de olho.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Professores em greve se acorrentam em protesto

Hoje, andando as 7h na Praça 7, no centro de BH, vi uma movimentação um tanto estranha. Algumas pessoas estavam com cartazes, porém como estava por ali para ir à Unidade de Atendimento Integrado(UAI) para procurar trabalho, não pude parar para ver o que era.

Chegando em casa, vi que o jornal O Tempo deu a primeira nota. Com foto do sistema de câmeras da BHTrans – responsável pelo trânsito na cidade, mostrava os professores acorrentados no pirulito no cruzamento das avenidas Afonso Pena e Amazonas.

Os professores irão completar 100 dias de greve amanhã, reivindicam o pagamento do piso salarial determinado pelo STF. O governador Antonio Anastasia se recusa a pagar o que o STF decidiu, um mínimo de R$720. Enquanto isso,o holerite dos professores acaba vindo pouco mais de R$350. Cerca de R$200 vem através de subsídios.

Os professores ainda pedem que volte o plano de carreira, totalmente excluído no governo tucano em Minas Gerais. O governador não quer negociar com a categoria sobre o plano de carreira, e diz que todos os professores concordaram com a situação.

Comprando a mídia local, o governo do PSDB faz anúncios que está tudo bem e mil maravilhas dentro do estado. Uma grande mentira.

No domingo, escutando a Guarani FM, um anúncio do governo falava que a greve era mínima, e que perdia força pois os professores aceitaram o que o governo havia indicado, de pagar parte do salário em subsídios. Mais trambicagem impossível.

Como de característica, o governador falou mais uma besteira sobre a greve. Em Diamantina, na tarde de ontem, Anastasia enfrentou um protesto silencioso, onde os professores soltaram balões pretos com a frase “Queremos o Piso e a Carreira Integral”. O governador falou que não havia efeito prático a manifestação e a greve iria cada vez perder mais força.

Os professores foram inibidos pela guarda local de continuar sua manifestação(contrariando a constituição). Milagrosamente, o ditador Anastasia não pediu para sua guarda usar a violência, tomando o exemplo do amigão tucano José Serra.

Vale lembrar que em Maio, o governador enfrentou um protesto em Ouro Preto e tirou um sarro dos professores que usavam um chapéu pontudo e foram chamados de “Harry Potter” pelo coroné Anastasia.

Por quanto tempo a greve irá durar é uma incógnita, porém vale uma reflexão. Assim como em SP, os professores de Minas Gerais enfrentam uma ditadura do governo tucano que nega uma negociação justa com a categoria.

Será que o governador esqueceu o papel de um professor na vida das pessoas? Pelo visto, os tucanos querem que a educação pública vá para o esgoto afinal , a elite tem como pagar o estudo de qualidade. E eles governam para tal.

domingo, 11 de setembro de 2011

11/09/2011

Explodindo...

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Movimento Minas Sem Censura

Companheiros e companheiras

Em nome da assessoria coletiva do Movimento Minas Sem Censura (em construção) convidamos os blogueiros e blogueiras progressistas de MG a integrarem esse esforço de FORTALECIMENTO de iniciativas que visem liberar nosso estado do torniquete tucano, em termos de direito à informação plural e de qualidade. E, de acordo com denúncias recentes, até mesmo de atividades de espionagem que caracterizam um estado policial.

O MOVIMENTO MINAS SEM CENSURA é sucedâneo do bloco Minas Sem Censura. E buscará ser mais amplo que sua origem parlamentar. Nesse sentido é suprapartidário e extrapartidário.

Deve ser composto por movimentos e entidades com orientação democrática e progressista. Pelas frentes sociais dos partidos (mulheres, juventude, frentes de igualdade étnico e racial, pessoas deficientes, cultura, meio ambiente, idosos etc).

Por blogueiros e blogueiras. Por Intelectuais, acadêmicos e pesquisadores. Ativistas da cultura. Dirigentes partidários e parlamentares de oposição ao governo tucano e de apoio ao governo da presidenta Dilma Rousseff.

E, respeitada a autonomia e a dinâmica de cada movimento, entidade, indivíduo e partido, pretendemos forjar um amplo movimento que se apresente como alternativa, nas Gerais, ao estado de exceção que aqui se instalou, desde 2003.

Para a organização desse novo movimento, convidamos a todos e a todas.

Reunião: na próxima segunda-feira, dia 12 de Setembro, às 14:00, no plenarinho 4 da ALMG.

A proposta inicial é que façamos o lançamento público do MMSC em Ouro Preto fixando, para Minas e para o Brasil que se faz necessário reescrever e dizer novos “discursos sediciosos”, como assim eram acusados os pronunciamentos dos Inconfidentes, nos “Autos da Devassa”.

Saudações libertárias.

@MGsemcensura

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Como seria? (Final)

Finalmente chegva a hora. Ele,apreensivo no aeroporto,a esperando. A neve caia fina, mas mesmo assim,o frio não era tão forte.

Algumas preocupações. Como agir? Como falar. Na hora de falar oi, aperto a mão, dou um abraço, dou um,dois ou trâs beijos no rosto... Não sabia nem como iria falar um "oi".

O voo atrasara um bocano por conta da neve. Em algumas regiões, a neve era forte demais.

Decidiu tomar um café

- Bem forte e escuro,sem açúcar,por favor.

Um cigarro junto com o café,bem amargo,como ele mesmo sempre gostou.

O voo ainda atrasado. O que poderia fazer para matar o tempo? Leu algumas revistas, olhou em volta. Riu da atriz que estava com um ator bem famoso "Se eu tivesse uma máquina,era $50 pro bolso com essa foto", pensou consigo.

Mais um gole,um trago. Começa a reparar na fumaça subindo.

O voo dela nem estava nos próximos pousos do painel. Ele acha ruim,pois já passou de uma hora a espera. Mas não existe nada a ser feito.

Pessoas passavam no saguão do aeroporto. Diferentes rostos, nacionalidades, sotaques e línguas.

Nisso ,ele vê que o voo dela entrara no painel. Ele estava ciênte que ianda iria demorar,porém resolveu ir ver a pista,assim poderia vê-la descer do avião. E a barriga parecia com um milhão de borboletas.

O avião dela estava prestes a chegar. Ele viu uma banda de rock esperando um voo. Todos com cara de chapado "Essa hora,pelamor" pensa consigo novamente.

O avião dela estava chegando. Ele o vê pousando, vindo de lado por conta do vento. Porém o mesmo não ajuda a aeronave que, ao tocar o solo,explode como uma bomba atômica, deixando todos no aeroporto paralizados.

Ele,sem reação. Não conseguia chorar, não conseguia sorrir. Não conseguia piscar o olho. Só olhava aquela bola de fogo. Seu cigarro chegou a queimar seu dedo. Mas e dai? Quem ligaria para um cigarro queimando o dedo.

Ele conseguiu se mover. Conseguiu dar dois passos, pensando que nunca saberia como teria sido aquele "Oi"...



Contador Grátis