terça-feira, 17 de abril de 2012

Direito de Resposta

Eu, que luto pela democracia na mídia, reclamo dos jornais, claro que não poderia dizer não a um pedido de resposta sobre o teor de postagem no meu blog.

Sou responsável pelo que escrevo, porém não do que muitos entendem(ou acreditam que entendem).

Thaísa Wagner, citada no post anterior, queria que eu retirasse do ar a postagem, porém mais do que isso, o melhor é dar o espaço para resposta.

Segue o e-mail encaminhado hoje, as 15h

Um grande mal entendido, acho que é assim que posso expor o que aconteceu para que o infeliz comentário publicado nesse blog fosse feito.
O sr. Pedro Ferraz, postou há algum tempo certas opiniões que, em uma primeira leitura, me pareceu uma ofensa direta à minha cidade natal Foz do Iguaçu, que eu prezo tanto.
Em defesa à minha cidade, fui conversar com o sr. Pedro, e no meio da conversa, depois de ofensas de ambas partes, coloquei o infeliz comentário, em tom irônico (o que não dá pra ser interpretado quando escrito) que foi publicado.
Quero deixar claro que eu não sou a favor de nenhum meio de corrupção, pelo contrário, sempre aprendi em casa que tenho tudo que se almeja, é preciso lutar, trabalhar para conseguir e que tudo que vem fácil, vai embora da mesma forma, fácil. E é por isso que eu trabalho, estudo, para obter o que desejo.
Diferente dos comentários que eu li, não preciso me envergonhar da minha família, pois foram eles que me ensinaram que honra e moral não se compra e respeito é conquistado através de atitudes honestas, foram com esses princípios que cresci. Presenciei minha vida toda meu pai falando que não podemos nos vender, que não devemos "prostituir" os nossos valores, que eles têm que ser mantidos firmes, não importa o que venha acontecer, nem mesmo o preço que tenha que se pagar para defender o é certo e justo.
Vi minha família passar por dificuldades financeiras e ser muito prejudicada por não ceder às propostas que contrariavam à ética e à moral. Sempre aprendi que não há dinheiro no mundo que pague um sono tranquilo e que devemos sempre ser honestos para manter a nossa moral ilibada.
É muito fácil olhar um mero comentário isolado e tirar suas próprias conclusões sem saber de todo o contexto que ensejou, uma besteira impensada não pode definir uma pessoa e seu caráter.
Não tenho a pretensão de ser perfeita, somente em manter os meus valores intactos, e em razão virtude disso que fui conversar com o proprietário deste blog, pois acreditava que estava me deparando com uma situação de injustiça com Foz do Iguaçu, principalmente quando ele disse que a cidade estava fadada ao coronelismo.
Com o finco de ser justa e não deixar abalar a moral da cidade que tanto quero bem, foi que ensejou toda essa história torta.
Não quero me prolongar, apenas deixar claro que realmente fui ingênua ao realizar o comentário publicado e que isso não é o que eu penso e não condiz com os valores que aprendi em casa e que tenho tão enraizado, pois como todo cidadão deve ser, sou uma militante contra a corrupção em todos os níveis e que luto pelo que é justo até na fila do supermercado, no troco da padaria errado, e não admito que pessoas sejam prejudicadas por ambição de outras.
Termino aqui a minha resposta em relação ao artigo publicado pelo proprietário deste blog e deixo claro que tudo não passou de um mal entendido, uma atitude ingênua que calhou em um grande transtorno.

Resumindo.

Ela, ao ler meu blog, entendeu que falei mal da cidade. O que não é verdade, pois eu falei da maneira que a imprensa e os blogueiros se comportam em Foz do Iguaçu.

Tivemos debates, embates, ambos partiram para ofensas e deu nisso tudo.

Nesse espaço, deixo claro que não vou retirar nenhum teor, porém o blog está aberto para respostas.

Isso é democracia.

Espero que tudo esteja esclarecido, e que agora meu DEBATE com Thaise torne-se apenas papos leves e descontaídos.

Realmente, ela fex um comentário infeliz, com a cabeça quente de raiva do que conversávamos pelo Facebook.

Agora são águas passadas. Ou assim espero

Um comentário:

Anônimo disse...

Obrigado por esse momento! Orgulho é o minimo que sinto pela sua postura e demonstração de maturidade. Tenho certeza que a qualidade de seu trabalho vai ser um crescente, como já tem sido. Abç Pedrão.


Contador Grátis