segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Jornal de Aécio Neves cada dia mais decadente


Diretor de nossa sucursal em BH critica os rumos do tradicional "Estado de Minas"

O considerado Camilo Viana, diretor de nossa sucursal em Belo Horizonte, de cujo e florido jardim de inverno avista-se um outrora cenário da democracia, o Palácio da Liberdade, escreveu, digamos, estrondosa diatribe contra seu ex-jornal preferido:

Sr. Diretor.


Que pena! O Estado de Minas transforma-se a cada dia em insignificante jornaleco de província, submisso, dependente, escondendo notícias de personalidades que anunciam no jornal e ou autoridades do governo, em sabujice detestável.


Minas Gerais merecia mais dos editores: ter um jornal com mínimo respeito pela informação completa, verdadeira, pois nem todos seguimos os interesses comerciais da empresa e dirigentes. Será esta a razão da baixa tiragem, encolhendo quase à míngua enquanto a população cresce?


Os vendilhões da personalidade do jornal percebem e não se importam que a impressão esteja abaixo de 70 mil, enquanto um arremedo de pasquim, editado em Betim, chega a 300 mil exemplares diários?


Quem mudou, nós leitores ou os dirigentes do jornal a se amesquinhar mais a cada dia? Ou seria em razão coerente, persistente, da defesa feita ao Marcos Valério, em editorial assinado pelo Zenóbio logo quando estourou o escândalo do mensalão, a demonstrar o lado preferencial?


Em continuidade da ocultação dos fatos, fartamente utilizado nos noticiários no decorrer do julgamento do mensalão, hoje mesmo deixam de noticiar a condenação do dono do banco BMG, Ricardo Guimarães, em primeira instância, é certo, a sete anos de cadeia.


Só não mereceu ainda um editorial.


Sabemos todos que a linha editorial do Estado de Minas persiste nos males da inoculação dos métodos do fundador dos Diários Associados, aliás, de tempos para cá, meio esquecido.


Jornal, Senhor Diretor, é para quem tem orgulho da profissão. Breve, a continuar assim teremos o canto dos cisnes e, como o Diário da Tarde, fenecerá por inanição de caráter e poções caseiras da roça.


Cumprimentos do leitor


Camilo Viana

Nenhum comentário:


Contador Grátis